sexta-feira, 1 de maio de 2015

Lula é investigado por tráfico de influência internacional



      O Ministério Público Federal abriu investigação contra o ex-presidente Lula por tráfico de influência internacional. A suspeita é de que o petista tenha ajudado a construtora Odebrecht a ganhar contratos na América Latina e na África com dinheiro do BNDS. Segundo reportagem da Revista Época, o esquema funcionou da seguinte forma: A Odebrecht bancava as viagens do petista a países onde tinha interesse de fechar negócios (países africanos e latino-americanos). Lula visitava o país em questão, dava palestras e se encontrava com o presidente. Após o loby esse governante contratava os serviços da Odebrecht e o BNDS liberava o empréstimo de dinheiro público para essas obras bilionárias no exterior.

      
      De acordo com a reportagem, o Ministério Público investiga vantagens econômicas obtidas, de forma direta ou indiretamente, da empreiteira Odebrecht por Lula entre os anos de 2011 a 2014, com pretexto de influir em atos praticados por agentes públicos estrangeiros, notadamente os governos da República Dominicana e Cuba. A investigação contra o ex-presidente foi aberta há uma semana pelo núcleo de Combate à Corrupção da Procuradoria da República em Brasília.  Para o MP, a relação do ex-presidente com a empreiteira configura tráfico de influência em transação comercial internacional, crime previsto no artigo 337-C do Código Penal. Outro crime identificado refere-se a suspeita de tráfico de influência junto ao BNDES, enquadrado no artigo 332 do mesmo código. Esta é a primeira vez que o ex-presidente é formalmente investigado.
Postar um comentário