sábado, 11 de abril de 2015

O Poder emana do Povo. O Povo é o Poder absoluto; o Governo é o Poder relativo


      "O Povo nas ruas se constitui em Assembleia Geral e decide. Não existe nada acima de seu poder, pois caso contrário, não seria soberano. O Povo nomeia e destitui seus governantes ao seu nuto. Não existe direito adquirido em face do Soberano. O Povo decide nas urnas e nas Ruas. O governante, seja ele o presidente da República, ou governador, ou prefeito, é o poder relativo, posto que servo da vontade do Povo, o seu Senhor. O governante, na sua condição natural de servo, na presença de seu Senhor, ele cala, ouve, obedece. A Constituição Federal não está acima do Povo, visto ser ela a vontade do Soberano, verbalizada e reduzida a termo escrito pelo seu escriba, o Congresso Nacional Constituinte.

      A manifestação de 15/03 e a próxima, de 12/04 são legítimas, posto que convocada pelo Soberano, o Povo. E nas ruas o Povo se constituiu em Assembleia Geral, e quando em Assembleia Geral, ele se reinveste do poder que delegou aos seus representantes, sejam eles do Legislativo, Executivo, ou Judiciário. A partir do momento em que ele se constitui em Assembleia Geral, o Congresso Nacional, a Presidência da República... enfim, toda a estrutura organizacional do Estado brasileiro passa a ser secundária na presença de Sua Majestade soberana, o Povo. Ou seja, o Congresso Nacional e os demais poderes da República têm que se pautar pela voz que emana das Ruas, e não o contrário.

      Assim, no dia 12/04 o vassalo tem que ouvir o seu Senhor, o Povo, o único que detém o Poder absoluto; e é absoluto posto que é o único que, legitimamente, pode tudo, pode, inclusive, se for necessário, dissolver o próprio Estado. Ele só não pode se dissolver enquanto Povo, posto que assim, perde a sua razão de ser. E quanto ao Estado, ele não é o fim em si; ele existe em função do Povo soberano; o Estado é servo, e na condição de servo, está jungido à vontade do seu Senhor; e esta é a razão de ser e existir do Estado, SERVIR!"

Assim sendo, dia 12/04 vamos as Ruas e exigir  #ForaDilma #ForaPT #ImpeachmentJa

Créditos:
Foto: Louise Fabri Gomes (facebook.com/louisefabri)
Texto: Ronaldo Sérgio (https://www.facebook.com/RonaldoSergioI)





 
  

Postar um comentário